Cientistas investigam mecanismos da formação do Universo

Heitor Shimizu, de Nova York  |  Agência FAPESP – Entender como as estrelas e a galáxia onde se encontra o Sistema Solar se formaram e como vão evoluir é o desafio de um grupo de cientistas brasileiros.

Com apoio da FAPESP por meio de um Projeto Temático, o grupo CompStarBrazil investiga questões básicas e fundamentais sobre a existência e o futuro do Universo.

O objetivo é tentar encontrar pistas para um dos maiores enigmas da Física da matéria: sob que condições se manifestam na natureza os graus de liberdade fundamentais da matéria fortemente interagente – as partículas fundamentais quarks e glúons – descritos pela teoria das interações fortes conhecida como cromodinâmica quântica. Trata-se das condições presentes na formação das estrelas e do próprio Universo.

“O projeto envolve pesquisas teóricas, fenomenológicas e experimentais ou observacionais que buscam caracterizar o estado da matéria em densidades supranucleares e em baixas temperaturas”, disse Jorge Ernesto Horvath, professor no Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da Universidade de São Paulo (USP), na FAPESP Week New York, realizada em conjunto com a City University of New York (CUNY) e o Wilson Center de 26 a 28 de outubro no Graduate Center da CUNY.

 

Veja a matéria completa em: http://agencia.fapesp.br/cientistas-investigam-mecanismos-da-formacao-do-universo/29319/

 
 
 
 

 

Comentar